XXXIII Simpósio Brasileiro de Redes de Computadores e Sistemas Distribuídos Toggle

Vitória, ES, 18 a 22 de maio de 2015

vern.mug

Vern Paxson 

Professor
EECS Department
UC Berkeley

Vern Paxson recebeu seus diplomas M.S e Ph.D. da Universidade da Califórnia, em Berkeley. Ele foi (e continua a ser) um cientista da equipe do Lawrence Berkeley National Laboratory’s Network Research Group durante muitos anos. Ele começou no grupo de redes do International Computer Science Institute (ICSI) em 1999.

Três de seus principais projetos de pesquisa são Bro, Botnet Infiltration e CESR. Os dois últimos refletem extensa colaboração com a UC San Diego.

Suas atividades profissionais incluem:
Program co-chair for USENIX Workshop on Free and Open Communications on theInternet (FOCI ’14).
Program committee member for IEEE Security and Privacy ’14,
International World Wide Web Conference (WWW ’14), and
First ACM Workshop on Information Sharing and Collaborative Security (WISCS ’14). 

Algumas atividades passadas:
Vice-chair of ACM SIGCOMM, 2003-2007
Co-founder and steering committee member for the Internet Measurement Conference 2001-2004
Co-founder and steering committee member of USENIX Workshop on Large-Scale Exploits and Emergent Threats.
Program co-chair for HotNets 2007
Program co-chair of the 2005 and 2006 IEEE Symposia on Security and Privacy
Program chair for the 2nd Workshop on Rapid Malcode (WORM)
Co-founder and steering committee member of Workshop on Rapid Malcode
Invited talks co-chair for USENIX Security 2004
Organizer, 2003 DIMACS Workshop on Large-Scale Internet Attacks (some viewgraphs from the workshop)
Program chair for USENIX Security 2003
Program co-chair for SIGCOMM 2002
Editorial board, IEEE/ACM Transactions on Networking, 2000-2004
Member of the IESG 1998-2000 

Radia Perlman

EMC Corporation

O trabalho de Radia Perlman teve grande impacto na maneira como as redes de computadores funcionam atualmente. Suas inovações em roteamento de rede tornaram a Internet de hoje mais robusta, escalável e auto-configuravél. Seu algoritmo de spanning tree transformou a Ethernet de algo que poderia suportar apenas algumas centenas de nós dentro de um edifício, para algo que pode suportar centenas de milhares de nós. Mais recentemente, ela inventou o TRILL, uma tecnologia que remove as restrições de caminho dos dados em Ethernet para que eles possam viajar através de caminhos mais curtos, de vários caminhos e ainda usar engenharia de tráfego. Ela também fez grandes contribuições à segurança de rede: tornando as redes robustas mesmo que alguns dos componentes sejam maliciosos, defesa DDOS (Distributed Denial of Service), autenticação, autorização e validade garantida de dados armazenados com base no tempo. Ela é a autora do livro “Interconnections:  Bridges, Routers, Switches, and Internetworking Protocols”, e co-autora de “Network Security: Private Communication in a Public World”, sendo que ambos são livros populares. Ela possui mais de 100 patentes emitidas. Ela recebeu vários prêmios da indústria, incluindo a eleição para a National Academy of Engineering, prémios de mérito da SIGCOMM, da ACM e da Usenix, a primeira a ser agraciada com o prémio Anita Borg Women of Vision award for Innovation, Inventor of the Year da SVIPLA, e um doutorado honorário da KTH (Royal Institute of Technology, Suécia). Ela tem o título de PhD em ciência da computação pelo MIT.

 

 

me_gazettenet_mod

Arun Venkataramani

Associate Professor
Department of Computer Science
University of Massachusetts Amherst

Os interesses de pesquisa do palestrante Arun Venkataramani estão em sistemas de redes de forma ampla. Ele tem realizado pesquisas sobre vários temas, incluindo redes móveis e sem fio, distribuição de conteúdo, sistemas peer-to-peer, arquitetura Internet, projeto e análise de protocolos, sistemas de data center e medição de rede. Alguns dos seus esforços recentes de pesquisa são:

  • MobilityFirst: uma “Future Internet Architecture” que pretende criar uma implementação de Internet do futuro com mobilidade e confiabilidade como objetivos centrais do projeto. Arun Venkataramani é co-líder da arquitetura MobilityFirst em colaboração com a Rutgers e diversas outras instituições. Confira a página do projeto para uma visão geral.
  • Robust wireless stack: procura desenvolver uma pilha de protocolos robusta para diversas redes sem fio que vão desde redes mesh a redes altamente móveis, veículares ou redes disruption-tolerant.
    • Routing: R3 (MobiCom’11) garante um desempenho de roteamento robusto em qualquer tipo de rede sem fio de múltiplos saltos. R3 constrói sobre o trabalho RAPID (IEEE / ACM ToN’10, Sigcomm’07), um dos primeiros protocolos de roteamento DTN validado por implementação real.
    • Transport: Hop (NSDI’09) é um protocolo de transporte “hop-by-hop block-switched” que supera drasticamente o TCP e é robusto a perturbações de roteamento
  • Mobile P3: busca otimizar o desempenho, preço e consumo de energia em um mundo móvel multi-tecnologia. Confira o trabalho em TailEnder (IMC’09) para otimizar o consumo de energia 3G e Wiffler (MobiSys’10) para equilibrar o desempenho e uso 3G.
  • Content networking: o trabalho recente (Infocom’11) revela implicações surpreendentes de conteúdo replicado em engenharia de tráfego ISP.

 

 

aditya

Aditya Akella

Associate Professor
Department of Computer Sciences
UW-Madison

O palestrante Aditya Akella recebeu seu B.Tech. em Ciência da Computação e Engenharia do Indian Institute of Technology, Madras, em 2000, e PhD em Ciência da Computação pela Carnegie Mellon University em 2005. Depois de passar um ano em um pós-doc na Universidade de Stanford, Aditya ingressou na UW-Madison, em 2006, onde ele é atualmente um professor associado de Ciências da Computação.

A pesquisa de Aditya abrange uma variedade de tópicos em redes e sistemas de computadores, incluindo a computação em nuvem, redes definidas por software, gerenciamento de redes, rede de reconhecimento de conteúdo, vídeo e Internet e arquitetura de rede do futuro. Aditya publicou cerca de 70 artigos nas principais conferências, incluindo SIGCOMM e INDE. Sua pesquisa tem impactado nas áreas-chave de tecnologia em networking. Aditya atuou/atuará como presidente do programa para ICNP’15, IMC’14, HotSDN’14 e HotNets’11.

Aditya é atualmente um dos pesquisadores líderes do CloudLab, uma infra-estrutura de grande escala financiado pela NSF para pesquisa de computação em nuvem; e do WISDoM, um consórcio da faculdade de UW-Madison com parceiros da indústria que visa definir o futuro dos centros de dados definidos por software e atacar os seus desafios de pesquisa.

Aditya recebeu os prêmios SIGCOMM Star Award (2014), CARREIRA NSF (2008), NSF Futuro Internet Architecture Grant (2010), a NetApp Faculdade Fellowship (2010) além de vários prêmios de melhor artigo (CoNext’13, SOCC’13, IMC ’10, COMSNETS’10, e COMSNETS’09).

 

 

Chandu Thekkath

Managing Director
Microsoft Research

Chandu Thekkath, entrou para a Microsoft em 2001 e atualmente é chefe da Microsoft Research na Índia. A Microsoft Research na Índia, que começou a funcionar em janeiro de 2005, conduz pesquisas em computação e engenharia relevantes para os negócios da Microsoft e da comunidade global de TI, com foco especial em algoritmos, criptografia, segurança, mobilidade, redes e sistemas, sistemas multilingues, engenharia de software, aprendizado de máquina e o papel da tecnologia no desenvolvimento socioeconómico.

Thekkath começou sua carreira na Microsoft como pesquisador sênior da Microsoft Research Silicon Valley, onde ele fez pesquisas em várias áreas como, por exemplo, dispositivos móveis, dados distribuídos de computação intensiva e sistemas de armazenamento em grande escala. Ele também trabalhou com a equipe do Hotmail como arquiteto-chefe para o projeto Azul. Azul entrou em uso dentro do MSN em meados de 2006 e foi um dos primeiros exemplos na Microsoft de um sistema de armazenamento de grande escala distribuída que garante leitura/gravação mesmo na presença de falhas de disco, máquina e de rede.

Antes da Microsoft, Thekkath trabalhou na DEC/Compaq Systems Center Research, onde ocupou os cargos de engenheiro principal, engenheiro consultor e manager (Sistemas Distribuídos). Na DEC, o trabalho mais influente da Thekkath foi o projeto Pétala/Frangipani. Foi concluído (e tornado público) em 1997 e influenciou a concepção de produtos VersaStore da Compaq e antecede muitos sistemas de armazenamento e dispositivos NAS da indústria de hoje. Thekkath foi também um dos diretores do projeto XOM, que começou quando ele estava em um ano sabático na Universidade de Stanford em 2000. XOM tinha muitas das mesmas idéias que Palladium e evoluiu de forma independente e contemporânea. Thekkath trabalhou como engenheiro de desenvolvimento de software na Monolithic Memories Inc. (agora parte da AMD) e Hewlett Packard, entre 1983 e 1988. Thekkath recebeu uma BTech. na EE (Eletrônica) do IIT Madras em 1982, onde ele recebeu o Governor’s Prize, um M.S. na EE de UC Santa Barbara, em 1983, um M.S. em Ciência da Computação pela Universidade de Stanford, em 1989, e um Ph.D. em Ciência da Computação da Universidade de Washington, em 1994. Ele é membro da ACM, publicou uma série de trabalhos influentes nas principais conferências do ramo e detém cerca de 30 patentes em sistemas operacionais, redes, sistemas distribuídos e arquitetura de computadores .

 

 

VonZuben

 

 

Miriam von Zuben

Analista Sênior de Segurança
CERT.br/NIC.br

Miriam von Zuben é Analista Sênior de Segurança do CERT.br/NIC.br, desde 2005, tendo atuado nas áreas de Tratamento de Incidentes e Análise de Tendências. Atualmente, atua na área de Treinamento e Conscientização de Usuários, ministrando palestras e desenvolvendo materiais relacionados a boas práticas de segurança. É também instrutora dos cursos do CERT/CC, da Carnegie Mellon University. É a principal mantenedora da Cartilha de Segurança para Internet. Por cerca de 10 anos trabalhou como administradora de redes na Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação (FEEC)/Unicamp.

 

 

Róbert Szabó

Master Researcher
Ericsson Research

RóbertSzabó, PhD é um master researcher na Ericsson Research, Hungria, desde 2013. Na Ericsson, ele é o coordenador técnico do projeto integrado EU-FP7 : Unifying Cloud e Carrier Networks (UNIFY). Ele foi o co-organizador do workshop de um dia chamado Network Virtualization no evento Future Internet Assembly, em Atenas, Grécia, em 2014. Ele foi o TPC co-chair do Third European Workshop on Software Defined Networks (EWSDN) em Budapeste, Hungria, em 2014. Dr. Szabo é professor adjunto (tempo parcial) do Department of Telecommunications and Media Informatics (TMIT), na Budapest University of Technology and Economics (BME). Ele foi o presidente da Telecommunications Section of the Scientific Association for Infocommunications (HTE), Hungria (2005-2007). Ele foi vice-chefe do TMIT, BME (2008-2010). Ele também foi o chefe do High Speed Networking Lab (HSNLab), um grupo de pesquisa com mais de 15 pesquisadores da BME (2007-2012). Suas pesquisas foram apoiadas pela Scholarship János Bolyai da Hungarian Academy of Science (MTA). Ele foi membro do júri  Future Internet Award entre 2010 e 2013. Ele serviu na TPC de várias conferências e workshops. Ele é co-autor de mais de 80 publicações. Seu foco de pesquisa atual é em Redes Defindas por Software (SDN) e em virtualização de funções de rede (NFV).